DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - ULTRASSONOGRAFIA

Conheça mais sobre o centro de diagnóstico por imagem da Clínica Saúde Belém

Ultrassonografia / Ultrassom

O Centro de Diagnóstico por Imagem da Clínica Saúde Belém oferece serviços de apoio ao diagnóstico com qualidade, agilidade e por preços acessíveis. Venha realizar o seu ecocardiograma e ultrassonografia (inclusive com doppler) com nossa competente equipe.

Aceitamos os Planos de Saúde: CASF (Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco da Amazônia), TRT 8/TRT8 (Plano de Assistência Saúde – PAS/TRT8ª), TRE e ASPEB.

Formas de pagamento: dinheiro / cartão de débito (Visa e Master) e cartão de crédito (Visa e Master com possibilidade de parcelamento em até 12 vezes com juros).

Qual aparelho realizam os exames?

O ecocardiograma e a ultrassonografia são realizados com modernos aparelhos, inclusive possuímos o GE Logic V5 que fornece imagens com alta definição e qualidade. 

Os laudos dos ecocardiograma e da ultrassonografia são liberados após a realização do exame.

 

Conheça mais sobre nossos exames de ultrassonografia / ultrassom:

Por favor entre em contato com a Clínica Saúde Belém para mais informações sobre os preparos para os exames.

  • Abdome superior: auxilia no diagnóstico de doenças no fígado, vesícula biliar e vias biliares, pâncreas, rins e adrenais, baço, grandes vasos, cavidade peritoneal e retroperitônio do abdome superior e seios costofrênicos.
  • Abdome total: auxilia no diagnóstico de doenças no fígado, vesícula biliar e vias biliares, pâncreas, rins e adrenais, baço, grandes vasos, cavidade peritoneal e retroperitônio, seios costofrênicos, tubo digestivo, cavidade pélvica e bexiga.
  • Aparelho urinário: auxilia no diagnóstico de doenças nos rins, ureteres e bexiga.
  • Articulações: auxilia no diagnóstico de variadas patologias osteo-articulares (ombro, cotovelo, punho, quadril, joelho e tornozelo) musculares e tendíneas.
  • Bolsa testicular: auxilia na avaliação de patologias específicas, abrangendo testículos, epidídimos, cordões espermáticos, da parede das bolsas testiculares e das cavidades testiculares.
  • Cervical (pescoço): auxilia no diagnóstico de doenças das glândulas cervicais (tireoide, paratireoides e glândulas submandibulares), dos linfonodos e dos demais tecidos cervicais.
  • Ecocardiografia (ecocardiograma com doppler): auxilia no diagnóstico de doenças anatômicas e funcionais do coração, dos vasos relacionados e adjacentes ao coração e do espaço adjacente ao coração.
  • Ecocardiografia fetal (ecocardiograma fetal): auxilia no diagnóstico de doenças anatômicas e funcionais do coração fetal, dos vasos relacionados e adjacentes ao coração e do espaço adjacente ao coração.
  • Glândulas salivares: auxilia no diagnóstico de doenças das glândulas salivares, notadamente as parótidas e submandibulares, e sublinguais.
  • Mamas: auxilia no rastreamento e diagnóstico de doenças benignas e malignas do tecido mamário e cadeias ganglionares axilares.
  • Morfológico fetal do primeiro trimestre (realizado entre 12 e 14 semanas, preferencialmente mais próximo de 14 semanas): avalia a anatomia e a fisiologia fetal, os marcadores de anomalias cromossômicas, os fluxos sanguíneos fetais, os anexos fetais, e realiza o rastreamento de risco para parto prematuro, para perda gestacional e para doença hipertensiva materna.
  • Morfológico fetal do segundo trimestre (realizado entre 20 e 24 semanas, preferencialmente mais próximo de 24 semanas): avalia a anatomia e a fisiologia fetal, para o diagnóstico das malformações, bem como o crescimento fetal e anexos fetais. Além disso, faz o rastreamento de risco para restrição do crescimento fetal, para parto prematuro, para doença hipertensiva materna e para perda gestacional.
  • Musculo-Esquelético (partes moles / articulação): avalia as articulações, os músculos, os tendões e as partes moles do sistema locomotor. É um importante aliado no ortopedia, reumatologia e medicina esportiva.
  • Obstétrico (realizado nos 3 trimestres da gravidez): busca datar a gravidez, aferir o crescimento fetal, avaliar os aspectos básicos da anatomia e da fisiologia fetal e avaliar os anexos fetais.
  • Obstétrico com Doppler (realizado entre a semana 26 e 42): auxilia no diagnóstico das malformações maiores, para detectar os desvios do crescimento fetal, para avaliar a vitalidade fetal e para avaliar as alterações dos anexos fetais O doppler avalia a perfusão sanguínea placentária, a perfusão cerebral e, eventualmente de outros órgãos fetais, com a finalidade de detectar algumas alterações fetais.